Configurando um VPS para hospedagem de site – Parte 3: Instalando o Linux

Para o nosso servidor funcionar corretamente vamos instalar e configurar o Linux 32 bits, e para comemorar os 10 anos do Ubuntu vamos usar a última versão estável do sistema (Ubuntu 14.10 – Utopic Unicorn).

* No painel de instalação da DigitalOcean pode-se optar por instalar o LEMP ou WordPress automaticamente. O problema é que em ambos os casos instala o Ubuntu 64 bits, e como nosso servidor terá recursos reduzidos para economizar, vamos configurar tudo manualmente. Além disso a instalação automática de WordPress usa o Apache, e nós queremos o Nginx que é muito mais ágil e suporta mais acessos por minuto com recursos melhorados em termos de servidor web.

Instalando o Linux:

1.Ao acessar o seu painel de controle da conta, clique no botão “Create Droplet“.

2.Na caixa de texto “Droplet Hostname” digite um nome com qualificação de servidor. Pra ficar fácil, coloque droplet1.seudominio.com (trocando “seudominio.com” pelo nome do seu dominio registrado) – Exemplo: droplet1.fatorbinario.com

* O nome do Droplet tem que ser FQDN para todos os serviços funcionarem corretamente (essencial para servidores de email), ou seja, coloque sempre um nome para o servidor + o seu domínio. E o domínio precisa estar ATIVO para o servidor de emails funcionar, não adianta inventar um nome qualquer de domínio.

3.Select Size: Isso é muito importante não errar, pois a opção selecionada por padrão é a de U$ 10. Lembrando que a DigitalOcean cobra por hora, então mesmo errando é só consertar em seguida que eles não cobram. Pode-se deletar o Droplet e recriá-lo quantas vezes quiser. Vamos selecionar a primeira opção de 5 dólares com 512Mb de memória, 20Gb de SSD e 1Tb de transferência mensal (isso é mais do que muitos provedores oferecem atualmente ;-)).

4.Select Region: Os servidores de New York têm mais recursos. Deixar o padrão, New york 3. E em “Available Settings” deixar tudo desmarcado.

5.Select Image: Vamos selecionar Ubuntu 14.10 x32 (Se você está seguindo o tutorial com ISPConfig 3 selecione Debian 7.0 x32). Logo abaixo, em “Add SSH Keys“, deixe em branco.

6.Certifique-se novamente que escolheu as opções corretas e clique no botão verde no final da página “Create Droplet“. Em menos de 1 minuto o seu VPS estará criado e pronto para uso. A senha do superusuário “root” será enviada ao seu email cadastrado na DigitalOcean. O email conterá as informações de número IP do VPS, nome do usuário: root e senha para acesso.

Para configurar o servidor precisaremos acessar o console Linux através do terminal SSH, os melhores softwares para este tipo de acesso são o PuTTY e o WinSCP, para instalar e aprender como usar veja nosso tutorial “Como editar arquivos Linux remotos usando WinSCP e Notepad++“.


* IMPORTANTE: Para acessar o sistema pela primeira vez, você deverá fazê-lo via PuTTY, pois será solicitado que a senha do root, enviada por email, seja trocada. Veja como:

  • Acesse o endereço IP via PuTTY e digite “root” (sem aspas) em nome do usuário
  • Digite primeiro a senha que foi enviada pelo email. E em seguida A MESMA SENHA ENVIADA POR EMAIL. Note que não aparecem asteriscos quando digitamos a senha
  • Em seguida pedirá a nova senha
  • E por último solicita que repita a nova senha

Observação: Quando acessar o servidor pela primeira vez via PuTTY ou WinSCP, será solicitado que confirme a chave criptográfica de autenticação.


* É possível deletar e recriar o Droplet quantas vezes quiser, e sempre uma nova senha de root será enviada ao email (neste caso siga os passos acima para trocar a senha do root novamente). O número IP será sempre o mesmo para aquele Droplet.

* Um erro que algumas pessoas cometem é deixar o servidor criado e desligado no painel. A DigitalOcean continuará cobrando pelo serviço, a única maneira de não cobrarem é deletando o Droplet. Se tiver dados já configurados, digamos um servidor funcionando por meses, então a melhor opção é gerar uma imagem “snapshot” do servidor e deletá-lo em seguida.

* A DigitalOcean só permite a novos usuários criarem um único Droplet por conta. Para aumentar o número de servidores a serem criados eles exigem o envio de mais informações sobre o cliente e o motivo pelo qual desejamos criar mais de um Droplet. Em nosso caso aqui no Fator Binário abrimos um ticket de suporte fornecendo os dados adicionais e eles responderam em menos de 5 minutos liberando.


 Configurando um VPS para hospedagem de site – Parte 3: Instalando o Linux
Tutorial VPS Básico Ubuntu 〉〉 ÍNDICE ANT PROX
Tutorial ISPConfig 3 Debian 〉〉 ÍNDICE ANT PROX

©2014-2018 Fator Binário - Todos os direitos reservados

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account