Arquivo da tag: WordPress

Tutorial Debian 8 x64 com ISPConfig e NginX: Instalação do Site

Neste artigo mostrarei como fazer o deploy (instalação e configuração) do website. Os exemplos serão apresentados para um site WordPress no Linux Debian 8 com painel de controle ISPConfig e servidor web NginX configurados anteriormente, mas pode-se adaptar para qualquer outra situação.

Existem muitas maneiras de se instalar ou migrar um site, mas pelas estatísticas dos leitores que me procuram aqui no Fator Binário somente algumas são as preferidas da galera. Escreverei sobre as que achei mais descomplicadas mesmo para iniciantes (se você tiver outras sugestões e caso queira compartilhar entre em contato ou escreva nos comentários).

Instalação do Site
  • Ao adicionar um espaço de site o ISPConfig por padrão criar um arquivo index.html. Antes de instalar os arquivos de um site novo ou copiá-los de outro servidor delete o arquivo /web/index.html para que o browser não o interprete como a página padrão do site.
Instalação de um novo site

Essa primeira opção é para quem decidir criar um espaço de site novo e iniciar um projeto, ou ainda para operadores avançados que farão a instalação/migração manualmente mas querem saber como adicionar um site ao painel somente.

Para usar o módulo de gerenciamento de sites no ISPConfig acesse: ISPConfig → Sites

1a ⇒ Adicione um novo site: Clique em “Add new website” e preencha conforme abaixo (note que a maioria dos campos não são obrigatórios, e se desejar usar o módulo Clientes sempre escolha para qual cliente o site pertence, mas isso é opcional):

[Aba Domain]

» Domínio: <– fatorbinario.com (substitua pelo seu domínio e NUNCA coloque o prefixo “www” neste campo)

» Auto SubDomínio: <– www. (pode-se ainda optar pelo catch all “*.” aqui mas na maioria dos casos isso é desnecessário. Lembre-se também de criar um registro Tipo A para o www na tabela DNS deste domínio)

» PHP: <– PHP-FPM (na nova versão do ISPConfig note que você DEVE selecionar uma opção neste campo pois ele é nulo por padrão. Caso queira poderá selecionar HHVM que usa o compilador JIT, mas faça isso por sua conta e risco)

[Aba Estatísticas]

» Tipo de Estatística Web: <– None (quando incluimos um novo espaço de site no ISPConfig automaticamente o Webalizer começa a coletar estatísticas, configure para não usar este recurso para o site)

[Aba Opções]

» NginX Directives: (em sites WordPress ou Magento é necessário adicionar diretivas personalizadas para que os permalinks (Links Permanentes com “Nome do Post”) funcionem corretamente). Desligaremos também os logs de acesso ao site pois os arquivos podem ficar muito grandes deixando-o lento:

* Observe que listei abaixo diferentes diretivas para os tipos de sites mais conhecidos, escolha somente a que representa o seu site.

#Desativando os logs para melhorar a performance
access_log off;
log_not_found off;
#Diretivas NginX para WORDPRESS
location / {
    try_files $uri $uri/ /index.php?q=$uri&$args;
} 
#Note a alteracao na diretiva location para o Magento. Se for usada a diretiva antiga uma URL aparecerá na caixa de pesquisa da loja dando a impressao de que a instalacao esta bugada.
#Para maiores informacoes veja o arquivo nginx.conf.example que esta incluido no download do proprio Magento

#Diretivas NginX para MAGENTO
location / {
    #try_files $uri $uri/ /index.php?q=$uri&$args;#Nas ultimas versoes do Magento esta diretiva foi alterada, use a linha abaixo
    try_files $uri $uri/ /index.php?$args;
}
location ~* \.php/ {
    rewrite ^(.*.php)/ $1 last;
}

continuar lendo..

Gerenciamento de Servidores Cloud com atendimento e consultoria em português. Planos mensais com os melhores preços do mercado.
Envie um email para [email protected] e saiba mais!

Configurando o Zoho Mail como SMTP Relay no Postfix via Stunnel

Zoho Mail é um serviço de emails corporativos gratuito que permite enviar e receber mensagens em domínios customizados. Publicamos recentemente um tutorial de como cadastrar-se e usar a ferramenta, clique aqui para ler o artigo.

A conta gratuita permite adicionar um domínio e ter até 10 caixas de email com 5Gb cada, e tem uma limitação de até 200 emails diários por domínio (para domínios com menos de 4 usuários ativos o limite é de 50 emails por usuário/dia), o que é mais do que suficiente para a maioria dos sites poderem comunicar-se com seus usuários/clientes.

O painel de acesso deles é fácil de operar e está parcialmente traduzido para o português. E a URL de acesso ao painel pode ser alterada para domínios personalizados, ao invés de mail.zoho.com. Clique aqui e veja como fazer.

Porém uma questão é como fazer para enviar emails através de scripts PHP ou formulários de contato do WordPress, uma vez que você teria que estar logado no painel do Zoho para fazer envios. Neste caso você pode configurar a função mail() do PHP para usar um SMTP externo, ou no caso do WordPress, usar um plugin que envia por SMTP externo, clique aqui e veja como instalar e usar o plugin.

Neste tutorial mostrarei uma outra alternativa, configurando o Zoho Mail como SMTP Relay externo, e de forma seletiva, configurar contas de email para usar o serviço.

DICA: Após configurar e entender este tutorial você poderá extender as funcionalidades de uso dos serviços de email no servidor VPS. Por exemplo, pode-se desativar as entradas MX do Zoho na tabela DNS e adicionar um registro MX do próprio servidor configurando o RoundCube para receber os emails, utilizando o Zoho via SMTP Relay para enviar os emails (pode-se inclusive enviar mensagens de um cliente de email para o servidor que elas serão encaminhadas pela conta do Zoho). Parece meio confuso num primeiro momento mas será mais fácil de entender após tudo configurado.

Instalando o Stunnel 4:

* Este tutorial foi testado em nosso servidor Debian 7 com ISPConfig 3 e Postfix, clique aqui e veja como instalar.

Instale e configure o Stunnel:

Baixe os pacotes com apt-get (na pergunta se deseja continuar tecle ENTER)

apt-get install stunnel

Configure os arquivos.

Edite o arquivo /etc/default/stunnel4 e altere a linha 6 conforme abaixo:

# Change to one to enable stunnel automatic startup

ENABLED=1

Crie e edite o arquivo /etc/stunnel/stunnel.conf (pode-se editá-lo com o Notepad++ como mostramos neste tutorial), adicionando as seguintes linhas de código:

> touch /etc/stunnel/stunnel.conf

pid = /var/run/stunnel.pid
[smtp-tls-wrapper]
client=yes
accept=11125
connect = smtp.zoho.com:465

* No código acima confguramos a porta 11125 para aceitar conexões repassando as requisições para a porta 465 (SSL) do Zoho, criando um túnel criptografado e enviando o email como se estivéssemos no servidor do Zoho Mail.

Libere as portas no firewall do ISPConfig. Se você seguiu nosso tutorial de segurança saberá onde encontrar o Firewall, ou acesse “Sistema / Firewall / Adicionar registro de firewall“, na lista de portas TCP liberadas adicione a 465 e a 11125 desta forma:

20,21,22,25,53,80,110,143,443,465,587,993,995,3306,8080,8081,10000,11125

Reinicie o serviço Stunnel:

/etc/init.d/stunnel4 restart

Instale o cliente Telnet no servidor e teste se o túnel SSL está funcionando:

> apt-get install telnet

> telnet localhost 11125

* Se a última linha da resposta for “220 mx.zohomail.com SMTP Server ready” então a conexão está ok. Para sair do Telnet pressione as teclas “CTRL + ]” e em seguida digite quit e ENTER.

Configure o Postfix para enviar os emails por SMTP Relay:

* Já configuramos um serviço de SMTP Relay nesse tutorial, o que mostraremos abaixo é um resumo definido para este artigo somente.

Edite o arquivo /etc/postfix/main.cf e modifique/adicione as seguintes linhas (os números das linhas são referentes ao arquivo original, se você alterou o arquivo por algum motivo encontre-as):

# Linha 23:

smtpd_use_tls = yes

continuar lendo..

Gerenciamento de Servidores Cloud com atendimento e consultoria em português. Planos mensais com os melhores preços do mercado.
Envie um email para [email protected] e saiba mais!

Instalando o WordPress em um VPS Ubuntu com o ServerPilot

Neste tutorial vamos mostrar como é fácil gerenciar um servidor VPS usando o painel de controle ServerPilot, um gerenciador gratuito e de fácil integração com os Droplets da DigitalOcean.

Quando eu pesquisei alternativas para instalar um servidor com painel de controle testei várias possibilidades e decidi pelo ISPConfig 3 que tem suporte a módulos de revenda/cliente exigindo pouco dos recursos do servidor, além de ser multi-servidor e ter uma documentação completa e abrangente, entre outras várias características. Durante a pesquisei optei somente pelas ferramentas gratuitas e na época ignorei o ServerPilot por ser muito básico na opção gratuita e muito caro na opção Business ($49 por mês, isso custa mais do que o cPanel).

continuar lendo..

Gerenciamento de Servidores Cloud com atendimento e consultoria em português. Planos mensais com os melhores preços do mercado.
Envie um email para [email protected] e saiba mais!

ISPConfig 3: Como instalar o WordPress pelo Painel de Controle

Veja como é fácil adicionar novos aplicativos a um site através do Painel de Controle do ISPConfig 3. Neste tutorial vamos instalar o WordPress como exemplo.

Em nosso Tutorial VPS: Debian Wheezy com ISPConfig 3 instalamos o sistema e o painel de controle, ensinando como fazer uma instalação manual do WordPress. Mas também é possível instalar o gerenciador de sites/blogs pelo painel com apenas alguns cliques.

continuar lendo..

Gerenciamento de Servidores Cloud com atendimento e consultoria em português. Planos mensais com os melhores preços do mercado.
Envie um email para [email protected] e saiba mais!

Video Tutoriais Fator Binário: ISPConfig 3 + WordPress

Em nosso canal do Youtube você já pode assistir o video tutorial de como instalar o ISPConfig 3 com WordPress e Servidor de Emails em um VPS Linux Debian.

Atendendo ao pedido de vários seguidores aqui do Fator Binário decidi publicar uma video aula, explicando o trabalho que venho desenvolvendo, bem como um tutorial completo de instalação.

continuar lendo..

Gerenciamento de Servidores Cloud com atendimento e consultoria em português. Planos mensais com os melhores preços do mercado.
Envie um email para [email protected] e saiba mais!

WordPress: Como fazer backup para o Dropbox

Aprenda a fazer backup do WordPress para o Dropbox e ganhe 500Mb de espaço adicional na sua conta. No final do tutorial mostraremos também como restaurar o backup.

Publicamos recentemente um tutorial de como fazer backup para o Google Drive, porém o Google começou a alertar os usuários que a partir de Julho/2015 começará a cobrar pelas transferências de dados para a conta via API. Então vamos mostrar uma alternativa ainda mais simples, o Dropbox. O serviço Dropbox oferece um espaço gratuito de 2Gb iniciais para guardar arquivos, fotos, música, etc.

continuar lendo..

Gerenciamento de Servidores Cloud com atendimento e consultoria em português. Planos mensais com os melhores preços do mercado.
Envie um email para [email protected] e saiba mais!

WordPress: Backup para o Google Drive e migração de servidor

Tutorial prático de como fazer backup agendado no WordPress para o Google Drive. Mostraremos também como usar a mesma ferramenta para migrar um site de provedor ou servidor.

Hoje à tarde eu tive uma complicação séria no MySQL do meu servidor por causa de um plugin, e o que me salvou novamente foi a mesma ferramenta que uso por vários meses, o UpdraftPlus. Vou mostrar como usá-la.

continuar lendo..

Gerenciamento de Servidores Cloud com atendimento e consultoria em português. Planos mensais com os melhores preços do mercado.
Envie um email para [email protected] e saiba mais!

Instalando o WordPress em um VPS com ISPConfig

Aprenda como instalar e configurar o Wordpress em um VPS da DigitalOcean usando o painel de controle ISPConfig 3.

Clique aqui para acessar o tutorial ensinando como instalar o IPSConfig 3 com Debian 7 em um VPS de 5 dólares/mês.

* Em nosso exemplo usaremos o WordPress mas é possível seguir os mesmos passos para qualquer website.

* O ISPConfig 3 é um gerenciador de hosting completo mas neste tutorial mostraremos somente o básico para instalar um site rapidamente.

* Note que clicando no item “Sistema” da barra de ferramentas do ISPConfig, o setup inseriu automaticamente o servidor base, por exemplo: cp.fatorbinario.comExplore os menus para ver todas as possibilidades que a ferramenta oferece.

* O ISPConfig insere automaticamente alguns prefixos em nomes de usuários de shell e email, bem como em banco de dados. Para alterar isso clique neste link e aprenda como.

* Se você instalar um domínio simples no servidor não há necessidade de adicionar entradas DNS do painel, pois se você seguiu todos os passos anteriores já fez isto na Zona DNS da conta na Digital Ocean. Também não precisa se preocupar em adicionar Clientes por enquanto.

Configurando um domínio:

1.Adicionando contas de email:

* A DigitalOcean bloqueia por padrão a porta SMTP (envio de emailspara todos os novos servidores. Para liberar a porta eles pedem que o usuário abra um ticket de suporte e forneça dados cadastrais extras.

A.Clique em “Correio” e “Contas de Correio/Domínio“; em seguida clique no botão “Adicionar novo domínio“. Nesta tela a única informação que digitaremos será o nosso domínio, o restante deixe como está.

Domínio: <– fatorbinario.com (digite o seu domínio)

B.Clique em “Correio” e “Contas de Correio/Caixa de Correio“; em seguida clique no botão “Adicionar nova caixa de correio” e preencha/salve as informações:

Nome Real: <– digite o nome do usuário da conta.

Correio: <– digite o prefixo do email e selecione para qual domínio.

Senha: <– digite a senha ou clique em “Generate Password” pra gerar uma. Em seguida redigite a senha.

* Aprenda a configurar o acesso aos emails por um cliente de email neste link.

2.Adicione um novo site:

A.Clique em “Sites” e “Websites/Website“; em seguida clique no botão “Add new website” preenchendo as informações conforme abaixo e salvando após digitar. Note que você pode definir limites de espaço/cota para o site nesta tela.

Domínio: <– fatorbinario.com (digite o seu domínio)

Auto-Subdomínio: <– *. (você pode deixar o padrão “www.” aqui, mas eu prefiro usar a opção “catch all”)

* * Se você optou pelo NginX clique na aba “Opções” desta mesma tela para digitar diretivas do servidor web. Na última caixa de textos “NginX Directives” cole o seguinte texto:

#Desativando os logs para melhorar performance
access_log off;
log_not_found off;

#Diretiva para permalinks do WordPress
location / {
    try_files $uri $uri/ /index.php?q=$uri&$args;
}

* * Insira a diretiva acima para todos os sites criados com WordPress no NginX e opcionalmente desligando os arquivos de log. A última  diretiva irá alterar o NginX para aceitar “Permalinks” com “Nome do Post” no WordPress, e as 2 primeiras irão desligar os arquivos de log para este site (arquivos de log podem ficar gigantes e diminuir o desempenho do servidor). Se você já configurou o site e está dando erro na navegação das páginas após inserir a diretiva, abra o painel do WordPress e clique em “Configurações” / “Links Permanentes”, selecione “Padrão” e salve. Em seguida selecione “Nome do Post” novamente e salve para que a alteração faça efeito.

B.Clique em “Sites” e “Bancos de Dados/Database Users“; em seguida clique no botão “Add new User” preenchendo as informações conforme abaixo e salvando após digitar. *Note que o sistema adicionará um prefixo ao nome de usuário que você digitar (por exemplo “C0”, se você ainda não adicionou clientes). Então um usuário chamado “fator” será alterado para “C0fator”.

Database user: <– digite o nome do usuário de banco de dados (será adicionado o prefixo de sistema)

Database password: <– digite a senha ou clique em “Generate Password” pra gerar uma. Em seguida redigite a senha.

C.Clique em “Sites” e “Bancos de Dados/Bancos de Dados“; em seguida clique no botão “Add new Database” preenchendo as informações conforme abaixo e salvando após digitar. Note que o sistema adicionará um prefixo ao nome do Banco de Dados que você digitar (por exemplo “C0”). Então um Banco de Dados chamado “wrdp1” será alterado para “C0wrdp1”.

Site: <– selecione o site que criamos no passo A

Nome do Banco de Dados: <– wrdp1 (digite o nome do banco de dados para o WordPress – será adicionado o prefixo de sistema)

Usuário do Banco de Dados: <– selecione o usuário que criamos no passo B

Charset do Banco de Dados: <– UTF-8

Acesso Remoto: <– opcional (eu sempre marco esta opção para acessar o MySQL com o Navicat remotamente)

D.Para facilitar ainda mais a instalação do WordPress vamos criar um usuário de shell específico para este site, fazendo isso não precisaremos nos preocupar com permissões de arquivos do WordPress. Clique em “Sites” e “Command Line/Usuário de Shell“; em seguida clique no botão “Adicionar Novo Usuário de Shell” preenchendo as informações conforme abaixo e salvando após digitar. Note que o sistema adicionará um prefixo ao nome do usuário (neste caso “default”). Então um usuário de shell chamado “fatorwp” será alterado para “defaultfatorwp”.

Site: <– selecione o site que criamos no passo A

Nome do usuário: <– digite o nome do usuário shell para este site (será adicionado o prefixo de sistema)

Senha: <– digite a senha ou clique em “Generate Password” pra gerar uma. Em seguida redigite a senha.

Shell em Chroot: <– None (use JailKit se você pretende deixar que o usuário do site acesse o servidor via SSH – muito útil para revendas)

* * ATENÇÃO: Para o JailKit funcionar corretamente execute os procedimentos abaixo ANTES de incluir usuários shell.

Tutorial de JailKit movido para este link: Configurando Usuários em Jail no ISPConfig

Instalando o WordPress:

1.Acesse o console SSH com o usuário e senha que criamos no passo 2.D(o diretório carregará automaticamente e deve ser algo como “/var/www/clients/client0/web1”). Para saber qual diretório pertence o usuário clique no link dele em “Usuários de Shell” em seguida na aba “Opções“.

* Se você configurou o JailKit para este usuário basta acessar o diretório /web na sessão SSH.

2.Em seguida delete o arquivo “index.html” com os comandos:

Se optou por Jailkit digite:
> cd /web

Se não optou por Jailkit digite:
> cd ../../web 
*O caminho completo do diretório onde o site deve ficar é: /var/www/clients/client0/web1/web (Se você ainda não cadastrou Clientes será client0; Se você está fazendo a instalação do primeiro site será web1. Verifique estas informações clicando no seu site criado no painel do ISPConfig e veja na aba "Opções" de cada site adicionado ao painel).

continuar lendo..

Gerenciamento de Servidores Cloud com atendimento e consultoria em português. Planos mensais com os melhores preços do mercado.
Envie um email para [email protected] e saiba mais!