Arquivo da tag: Ubuntu

Tutorial New Relic: Monitore os recursos do Servidor em Tempo Real

New Relic é uma ferramenta de monitoramento e aperfeiçoamento de recursos e aplicativos em servidores. Neste tutorial vou mostrar como instalar e configurá-la para exibir em tempo real um servidor Linux Debian.

Mostrarei abaixo como fazer a simples instalação do New Relic mas acesse o website deles e veja a infinidade de recursos e opções que a ferramenta oferece (a que me chamou mais atenção foi a possibilidade de criar alertas personalizados). A instalação e gerenciamento para múltiplos servidores é gratuita.

Monitorando o servidor com New Relic

Esta ferramenta pode ser instalada em qualquer servidor Linux, mas siga nosso tutorial de Debian 8 com ISPConfig 3 para uma melhor experiência.

1 ⇒ Crie uma conta gratuita no site da New Relic: http://br.newrelic.com/

2 ⇒ Acesse o painel com as suas credenciais e clique em “Servers” no menu. Logo acima da lista de servidores clique no botão “+ Add more“.

3 ⇒ Choose a Platform: selecione Ubuntu or Debian

Abrirá uma extensão da tela abaixo exibindo os passos adicionais que deverão ser executados no servidor como superusuário root.

4 ⇒ Acesse o servidor via SSH como root e digite os seguintes comandos:

cd /root

echo deb http://apt.newrelic.com/debian/ newrelic non-free >> /etc/apt/sources.list.d/newrelic.list

#Note o sinal de "-" no final do próximo comando
wget -O- https://download.newrelic.com/548C16BF.gpg | apt-key add -

#Se ao tentar executar o apt-get update abaixo der um erro "Unable to lock directory" aguarde alguns minutos e tente novamente 
apt-get update

apt-get install newrelic-sysmond

continuar lendo..

Gerenciamento de Servidores Cloud com atendimento e consultoria em português. Planos mensais com os melhores preços do mercado.
Envie um email para [email protected] e saiba mais!

Instalando o WordPress em um VPS Ubuntu com o ServerPilot

Neste tutorial vamos mostrar como é fácil gerenciar um servidor VPS usando o painel de controle ServerPilot, um gerenciador gratuito e de fácil integração com os Droplets da DigitalOcean.

Quando eu pesquisei alternativas para instalar um servidor com painel de controle testei várias possibilidades e decidi pelo ISPConfig 3 que tem suporte a módulos de revenda/cliente exigindo pouco dos recursos do servidor, além de ser multi-servidor e ter uma documentação completa e abrangente, entre outras várias características. Durante a pesquisei optei somente pelas ferramentas gratuitas e na época ignorei o ServerPilot por ser muito básico na opção gratuita e muito caro na opção Business ($49 por mês, isso custa mais do que o cPanel).

continuar lendo..

Gerenciamento de Servidores Cloud com atendimento e consultoria em português. Planos mensais com os melhores preços do mercado.
Envie um email para [email protected] e saiba mais!

Linux: Acessando a Interface Gráfica do VPS pelo VNC

Neste tutorial mostraremos todos os passos para instalar e configurar um servidor VNC, que permite acessar a interface gráfica (Desktop) em um servidor VPS Linux.

As configurações apresentadas foram testadas em nosso servidor Ubuntu 14.04 Utopic Unicorn mas podem ser aplicadas em outras distribuições Linux, como por exemplo o servidor Debian com ISPConfig 3 que configuramos anteriormente.

continuar lendo..

Gerenciamento de Servidores Cloud com atendimento e consultoria em português. Planos mensais com os melhores preços do mercado.
Envie um email para [email protected] e saiba mais!

Configurando um VPS para hospedagem de site – Parte 9: WordPress

Agora já podemos instalar o WordPress, uma ferramenta responsável por aproximadamente 90 milhões de sites atualmente.

* Se durante a configuração de plugins, após a instalação, der algum erro, pode ser problema de permissão de acesso. Deixe um comentário abaixo que poderemos dar dicas de como solucionar.

* Não haverá necessidade de usar plugins de cache (como Super Cache e W3 Total Cache) com essa configuração, portanto não mostraremos neste tutorial como implementar. Em algumas semanas publicaremos um tutorial sobre Wordpress, detalhando as configurações e uso adequado de plugins.

Instalar o WordPress  em Português_BR:

1.Criar uma tabela no banco  de dados para o WordPress, digite o seguinte comando para acessar o console do MySQL:

  • sudo mysql -u root -p” (Note que para acessar solicitará a senha do seu usuário operador por causa do comando sudo e uma segunda senha, que é a senha master do MySQL)

Dentro do console MySQL digite (sempre com ponto e vírgula no final da linha):

  •  CREATE DATABASE wrdp_site1; (“wrdp_site1” pode ser substituído por um nome de sua escolha e que ainda não exista na base de dados)
  • CREATE USER [email protected] IDENTIFIED BY ‘senha1234’; (substituir “nomedeusuario” por um nome de sua escolha. Substitua senha1234 por uma senha que será usada pelo WordPress, porém note que deverá estar entre aspas simples)
  • GRANT ALL PRIVILEGES ON wrdp_site1.* TO [email protected] IDENTIFIED BY ‘senha1234’; (Novamente substitua “wrdp_site1”, “nomedeusuario” e “‘senha1234′” – deixando as aspas simples da senha)
  • FLUSH PRIVILEGES; (Recarrega as novas permissões)
  • quit (sem ponto e vírgula, para sair do MySQL)

2.Baixar e instalar o WordPress:

  •  “cd ~” (Muda para o diretório home do nosso usuário operador. Se quiser saber em que diretório está digite “pwd“)
  • wget http://br.wordpress.org/latest-pt_BR.tar.gz” (Para baixar o WordPress em Português do Brasil)
  • tar xzvf latest-pt_BR.tar.gz” (Descompacta o arquivo)

* Atenção: se der erro na descompactação façam o download da penúltima versão substituindo “latest-pt_BR.tar.gz” por “wordpress-4.2.1-pt_BR.tar.gz

  • sudo apt-get install php5-gd libssh2-php php5-curl” (Instala algumas bibliotecas PHP que serão úteis para o WordPress. Tecle ENTER na pergunta e aguarde finalizar o processo)
  • cd ~/wordpress
  • cp wp-config-sample.php wp-config.php” (Cria o arquivo de configuração do WordPress a partir de um exemplo)
  • sudo nano wp-config.php” (Pode-se abrir este arquivo no Notepad++ para facilitar a edição. Dentro do arquivo modifique as seguintes linhas em vermelho, deixando as aspas simples):
> define('DB_NAME', 'wrdp_site1'); (substitua 'wrdp_site1' pelo nome de sua tabela criada no MySQL acima)
> define('DB_USER', 'nomedeusuario'); (substitua 'nomedeusuario' pelo seu nome de usuário configurado na tabela do MySQL acima)
> define('DB_PASSWORD', 'senha1234'); (Troque 'senha 1234' pela sua senha da tabela)

continuar lendo..

Gerenciamento de Servidores Cloud com atendimento e consultoria em português. Planos mensais com os melhores preços do mercado.
Envie um email para [email protected] e saiba mais!

Configurando um VPS para hospedagem de site – Parte 8: Servidor de Email

Antes de instalar o WordPress vamos configurar o servidor de email para podermos receber mensagens de contato dos usuários e avisos de sistema. Em nosso tutorial usaremos Postfix e Dovecot.

* A DigitalOcean bloqueia por padrão a porta 25 (SMTP) de todos os novos servidores. Para liberar o envio de emails eles pedem que o usuário abra um ticket de suporte e forneça mais dados de cadastro, só para garantir que não será um spammer (note que ainda é possível enviar emails para contas no próprio servidor mesmo sem habilitar a porta SMTP).

* Para um tutorial de como autenticar emails com assinaturas DKIM clique neste link.

Configurando o Postfix: Publicamos um novo tutorial com Debian 7 e Painel de Controle ISPConfig 3 para gerenciar facilmente contas de email, clique aqui para acessar

1.Para instalar o servidor Postfix digite o comando: “sudo apt-get install postfix

  • Na pergunta se deseja continuar tecle ENTER.
  • Aparecerá uma tela com informações sobre a configuração, tecle TAB para selecionar o botão de OK. Em seguida tecle ENTER.
  • Na próxima tela, em tipo de email, selecione “Internet Site” e tecle ENTER.
  • E na próxima, em System Mail Name, digite o seu nome de domínio (por exemplo: fatorbinario.com).

2.Vamos ajustar algumas configurações para o servidor funcionar adequadamente, edite o seguinte arquivo pelo WinSCP ou digite o comando no console: “sudo nano /etc/postfix/main.cf

  • Na linha 31 alterar para: myhostname = fatorbinario.com (substituindo fatorbinario.com pelo nome do seu domínio)
  • Logo abaixo, o parâmetro “mydestination” especifica para quais servidores o Postfix receberá email. Deixe os valores que já estão lá colocando uma vírgula no final da linha,  e acrescente mais duas entradas: “fatorbinario.com, mail.fatorbinario.com” (sem aspas e substituindo fatorbinario.com pelo seu nome de domínio). Observe que na configuração DNS adicionamos um registro MX com a entrada mail.fatorbinario.com.
  • Em “mynetworks” (2 linhas abaixo de “mydestination”) não precisa alterar nada, mas para evitar ataques de spam verifique se o valor está assim:
    mynetworks = 127.0.0.0/8 [::ffff:127.0.0.0]/104 [::1]/128

* Em alguns casos ainda pode-se adicionar mais duas redes em mynetworks, o que ajuda a resolver alguns problemas. Teste com a linha acima e se tiver problemas use a segunda opção:

mynetworks = 127.0.0.0/8 [::ffff:127.0.0.0]/104 [::1]/128 192.168.0.0/24 104.131.0.0/24

* * NOTE que 104.131.0.0/24 é referente ao IP do Droplet do Fator Binário, veja no painel da DigitalOcean qual o IP do seu servidor e substitua desta forma: Exemplo, se o IP do seu servidor for 45.54.32.125 então o valor a ser usado seria 45.54.0.0/24

  • E no final do arquivo acrescente estas linhas, a primeira para não dar erro quando enviar emails para o Gmail e a segunda para que os emails sejam salvos no diretório Maildir do Home de cada usuário, e as restantes são para a configuração do Dovecot (note que o parâmetro “smtpd_recipient_restrictions” tem um valor após o sinal de igual muito longo e talvez não apareça na mesma linha do parâmetro no seu navegador, quando editar o arquivo deve-se ficar na mesma linha para não dar erro):
inet_protocols = ipv4
home_mailbox = Maildir/
smtpd_sasl_type = dovecot
smtpd_sasl_path = private/auth
smtpd_sasl_local_domain =
smtpd_sasl_security_options = noanonymous
broken_sasl_auth_clients = yes
smtpd_sasl_auth_enable = yes
smtpd_recipient_restrictions = permit_sasl_authenticated,permit_mynetworks,reject_unauth_destination
smtp_tls_security_level = may
smtpd_tls_security_level = may
smtp_tls_note_starttls_offer = yes
smtpd_tls_loglevel = 1
smtpd_tls_received_header = yes

continuar lendo..

Gerenciamento de Servidores Cloud com atendimento e consultoria em português. Planos mensais com os melhores preços do mercado.
Envie um email para [email protected] e saiba mais!

Configurando um VPS para hospedagem de site – Parte 7: Nginx

Após finalizar a instalação do LEMP podemos prosseguir com a configuração do Nginx e prepará-lo para o WordPress ou qualquer outro site/blog.

Configurando o Nginx:

1.Para que nosso servidor Nginx reconheça e processe as páginas PHP, temos que fazer algumas alterações no server block dentro do arquivo padrão do servidor. Server Blocks são equivalentes aos Virtual Hosts do Apache.

continuar lendo..

Gerenciamento de Servidores Cloud com atendimento e consultoria em português. Planos mensais com os melhores preços do mercado.
Envie um email para [email protected] e saiba mais!

Configurando um VPS para hospedagem de site – Parte 3: Instalando o Linux

Para o nosso servidor funcionar corretamente vamos instalar e configurar o Linux 32 bits, e para comemorar os 10 anos do Ubuntu vamos usar a última versão estável do sistema (Ubuntu 14.10 – Utopic Unicorn).

* No painel de instalação da DigitalOcean pode-se optar por instalar o LEMP ou WordPress automaticamente. O problema é que em ambos os casos instala o Ubuntu 64 bits, e como nosso servidor terá recursos reduzidos para economizar, vamos configurar tudo manualmente. Além disso a instalação automática de WordPress usa o Apache, e nós queremos o Nginx que é muito mais ágil e suporta mais acessos por minuto com recursos melhorados em termos de servidor web.

continuar lendo..

Gerenciamento de Servidores Cloud com atendimento e consultoria em português. Planos mensais com os melhores preços do mercado.
Envie um email para [email protected] e saiba mais!

Sistema Operacional Linux Ubuntu completa 10 anos

Há dez anos, em 20 de outubro de 2004, a então startup Canonical e seu fundador Mark Shuttleworth lançavam a primeira versão estável do Ubuntu. Chamada de Warty Warthog, a edição 4.10 do sistema operacional baseado no Debian inaugurava as tradições de nomes estranhos – sempre um adjetivo seguido do nome de um animal com a mesma inicial – e de atualizações semestrais, desenvolvidas no começo por um grupo composto basicamente de membros do Debian Project.

continuar lendo..

Como editar arquivos Linux remotos usando WinSCP e Notepad++

Aprenda como editar arquivos no seu provedor de hospedagens usando o WinSCP e o Notepad++.

Nos próximos tutoriais iremos mostrar como configurar um servidor VPS para hospedar um site/blog WordPress. E para facilitar a edição dos arquivos remotos usaremos estas ferramentas gratuitas.

continuar lendo..

Gerenciamento de Servidores Cloud com atendimento e consultoria em português. Planos mensais com os melhores preços do mercado.
Envie um email para [email protected] e saiba mais!